Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

Escolas de Oeiras sem amianto já no próximo ano letivo Notícias

15/03/2021
sala de aula de Oeiras, escola sem amianto

Investimento global previsto de mais de 1,8 milhões de euros

 

O Município de Oeiras vai avançar com intervenções em nove escolas do concelho para retirada de coberturas em fibrocimento que podem conter fibras de amianto. As obras estão previstas para a interrupção letiva do próximo verão e representam um investimento global superior a 1,8 milhões de euros.


Estão incluídas nesta operação as escolas secundárias de Miraflores e Amélia Rey Colaço, em Linda-a-Velha, as escolas básicas Dr. Joaquim de Barros, em Paço de Arcos, de São Bruno, em Caxias, Dionísio dos Santos Matias, em Paço de Arcos, Maria Luciana Seruca, em Paço de Arcos, São Bento, em Valejas e os jardins de infância Roberto Ivens, na Cruz Quebrada e José Martins, em Linda-a-Velha. Recorde-se que o Município e o Ministério da Educação celebraram, em julho de 2020, um acordo de colaboração visando a completa erradicação do amianto das escolas do concelho.


Depois de a Câmara Municipal ter garantido, ao longo da última década, a substituição de coberturas de amianto em 12 escolas, num investimento que rondou 1 milhão de euros, serão agora intervencionadas, com o apoio do Ministério, nove estabelecimentos do Ensino Básico e Secundário onde foi identificada a presença de amianto.


Para o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, esta intervenção garantirá à comunidade escolar "ainda mais segurança e mais confiança nas suas escolas".