Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal

Ações do Projeto

Ações do Projeto

Neste Projeto, proporciona-se o ensino da música e a prática em contexto orquestral, em sessões de trabalho individuais e coletivas, sendo determinante o empenho individual.

A frequência das aulas de música é gratuita e os instrumentos são cedidos aos alunos pelo Município.

Os alunos que participam no Projeto beneficiam de 7 horas semanais de ensino da música no período após as atividades letivas e nas manhãs de sábado.

As apresentações da Orquestra em concertos, assim como a participação em workshops e estágios, constituem uma importante estratégia para a motivação dos alunos, reforçando as suas competências de socialização e proporcionando contato com novos contextos.

O programa pedagógico aplicado em todas as escolas onde funcionam os núcleos da Orquestra Geração é elaborado pela Escola de Música do Conservatío Nacional (EMCN) através da metodologia El Sistema com o apoio de dois músicos venezuelanos a trabalhar em Portugal: a violinista Ana Beatriz Manzanilla (Orquestra Gulbenkian) e o violetista Pedro Saglimbeni Muñoz (Orquestra Sinfónica Portuguesa).

O repertório da Orquestra é elaborado tendo em atenção a necessária adequação aos contextos locais com a inclusão de música tradicional portuguesa, de músicas dos PALOP, de jazz, pop, etc.. e ainda com o desenvolvimento de uma vertente coral.

O modelo em que se baseiam as orquestras escolares, que é o seguido pelas orquestras do El Sistema venezuelano, distingue-se de outros por uma filosofia e pedagogia próprias. As orquestras escolares têm como objetivo primeiro a iniciação da criança a um instrumento e, simultaneamente, a sua integração numa orquestra e ao repertório que lhe é próprio. O mérito desta metodologia de intervenção foi reconhecido pela União Europeia que, em Outubro de 2012, distinguiu o Projeto Orquestras Sinfónicas Juvenis como uma boa prática para promover o incremento de recursos para a capacitação e desenvolvimento pessoal e profissional dos alunos através da sua participação no processo criativo das artes.

Integram a Orquestra de Oeiras, cerca de 50 alunos do Ensino Básico do Agrupamento de Escolas Carnaxide-Portela, que utilizam instrumentos de sopro, de cordas e de percussão. Estes alunos beneficiam de aulas de música, canto coral e de expressão dramática.

Estes alunos atuam isoladamente ou em conjunto com as Orquestras congéneres dos concelhos da Amadora, Sintra, Lisboa, Vila Franca de Xira, Sesimbra e Loures.

As apresentações públicas da Orquestra Geração constituem uma estratégia importante para a motivação dos alunos e visam reforçar as competências de socialização e proporcionar o contato com novos contextos. Para esse efeito, a Orquestra Geração contempla na sua programação anual a realização de espetáculos e desenvolve esforços para acomodar a participação dos alunos em iniciativas promovidas pelas mais diversas entidades.

Para visualizar excertos e fotografias da Orquestra, consulte as ligações:

Orquestra Municipal Geração Atlântico, 24 junho 2014

Concerto final do VI Estágio de Verão da Orquestra Geração | Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa |9 de julho de 2013 

Ensaio geral Aula Magna, Lisboa em 9 julho de 2013

Fotografias do concerto na capela do Palácio do Marquês, Oeiras em 9 de janeiro de 2013